Alice Através do Espelho – Crítica

Alice Through the Looking Glass é um filme fantasia inspirado na obra de Lewis Carroll, claro. Que foi dirigido não por Tim Burton, mas por James Bobin. Como sequencia do primeiro filme de Alice no Pais das Maravilhas.
Eu assisti faz algumas semanas, assim que estreou. Não ia comentar nada sobre, mas um inscrito/leitor pediu para eu fazer uma critica. Então aqui está, graças ao Wesley Oliveira. E isso é o que eu achei sobre o filme:

O filme se passa anos depois do desfecho do primeiro, com Alice, Mia Wasikowska, na carreira náutica. Sendo capitã do navio de seu pai. Ela é ótima no que faz, porem em meio a desavenças com sua mãe entre o que quer fazer o que uma mulher tem de fazer. Ela está a beira de perder o Wonder, o navio. E é ai que ela vai para o Pais das Maravilhas, porque o Chapeleiro, interpretado por Johnny Depp, está com problemas. giphy (5).gif

Então é ai que está o problema. Eu sou uma fã de Alice, gostei do primeiro filme. Mas esse filme não consegui engolir. A historia é toda cheia de remendos, você não vê uma motivação real, algo realmente especial. São pequenas cosias que juntaram para tentar fazer um enredo de um filme grande. Não deu certo. 

Todos os pontos no enredo foram mal utilizadas, com exceção na volta ao tempo, que fez sentido e foi bem explicada. Colocaram um pouco de empoderamento feminino, relação de família, questões de manicômio, romance e independência na história fora dos pais das maravilhas. Mas tudo isso foi muito jogado, como forma de fazer uma média para o publico.

“Ah, vocês gostam de Alice doidona? To uma cena dela no manicômio pra ficarem felizes!”

Screen-Shot-2016-04-04-at-11.43.25-AM-1024x544

Faltou historia! As obras de Alice tem várias referencias, é tanta loucura e pequena referencia nos livros que você tem liberdade para seguir para qualquer lugar. Então eu não fico chateada quando não seguem a risca. Mas simplesmente eu vi uma tentativa de fazer dinheiro bem bonita, não vi um filme com história. giphy (3).gif

Existem algumas referencias aos livros, O espelho, o Humpy Dumpy, o tabuleiro de xadrez, o Tempo amalçoando a hora do chá. Mas poderiam ter colocado todos os personagens originais que ainda não ia conseguir salvar o enredo pobre que foi utilizado.

Alice cresceu, gostei mais da atuação de Mia nesse filme. No anterior ela parece bem perdida em como proceder. Aqui ela está mais familiarizada, porem continua sem muito tempero. A Rainha Vermelha, interpretada pela Helena Bonham Carter, está engraçada e eu gostei dela. Gostei da relação dela com a Mirana, Anne Hathaway, apesar de achar um pouco forçado demais. Mas enquanto Iracebeth está com média, Mirana está com notas vermelhas. Sua atuação assim como do Chapeleiro está extremamente forçada. Quase que caricata.

Então temos o Chapeleiro e sua motivação mais sem pé nem cabeça. Ele está triste porque acha que sua família ta viva, e fica tão triste que quase morre. Sério mesmo? A atuação de Johnny Depp está muito robótica, chega a ser bem ridículo.  A maquiagem que colocaram na cara dele foi tanta que você perde uns bons 5 segundo tentando encontrar uma pessoa por trás de tanta base. E quando vemos sua família, surpresa, parece que adotaram o pobre Tarrant (Que descobrimos ser o nome dele) de tão diferentes. São pessoas normais e comuns, o que foi muito decepcionante.giphy.gif

E é ai que poderiam ter buscado inspiração nas obras originais, nos livros, o chapeleiro só é louco em referencia aos chapeleiros da época de Lewis que usavam uma substancia que os deixavam doidos. Eu queria uma família toda de chapeleiros doidos.

O destaque maior, foi o Tempo. Que sempre foi citado, porem nunca mostrado. Todos sabemos que Tempo sempre foi tratado quase que como uma pessoa nas obras. giphy (7).gifE aqui ele ganha forma e é interpretado por Sacha Baron Cohen. Ele tem personalidade, motivação e camadas de profundidade. Tem horas no filme que você gosta mais dele do que de Alice, que você torce para ele. Ele é misterioso, e você não sabe logo de cara se é do bem ou do mal. Mas sabe que ele é muito importante para o universo das maravilhas. Quase que um Deus. 

O filme esteticamente é lindo, você fica estasiado com cada cenário e animação. Com destaque para o castelo do Tempo, que é realmente deslumbrante e a casa da Rainha Vermelha. O 3D é realmente de fazer os olhos brilharem. Eu até vi referencia do jogo que tanto amo, Alice Madness Return.

Mas como forma de desfecho de tudo isso que poderia ser bom mas não foi, o final é tão clichê que você sabia. Se pausassem o filme no cinema e perguntassem, “Então Beatriz o que você acha que acontece?” Eu narraria o fim do filme sem saber.

Então entramos na questão, filmes infantis não precisam ser retardados para atraírem sue público! Eu pensei que nesse século a gente já tinha combinado que é muito ruim subestimar a capacidade de nossas crianças. E de nós mesmos, pois todo mundo sabe que não é só criança que assiste Alice. (Inclusive, não vi uma criança na sessão que eu fui.)

Vivemos num mundo de Divertida Mente, ToyStory e Shrek. Eu sinto ódio quando para explicar um filme fantasia rum dizem “é para crianças”. Gente, mas isso não pode, eu sou uma eterna criança e estou aqui pra dizer que isso não é desculpa. As crianças gostam de coisinhas meio bestas sim, mas isso não segura nenhum filme. A gente precisa de história, e existem sim ótimos retoristas prontos para dar uma historia fantástica para adultos e crianças com leveza e carga critica.

No fim eu aconselho você a assistir depois, sem gastar muito. Eu como final de tudo senti que aconteceu um amaldiçoamento dos retoristas para o filme. O que é um pecado, poderiam ter feito isso com qualquer filme mais superficial, que não tem o que explorar. Mas não com Alice. 

 

Anúncios

12 pensamentos sobre “Alice Através do Espelho – Crítica

  1. Pelo jeito o filme foi bem decepcionante pra você. Eu também sou muito fã de todo universo de “Alice no Pais das Maravilhas”, mas infelizmente já não havia curtido tanto o primeiro filme. Achei incrível o visual de Wonderland, mas já não poderia dizer o mesmo do roteiro.

    Estava gostando do que vi nos trailers desse segundo filme e pensei comigo mesmo ‘agora vai, finalmente vão acertar’, mas mesmo assim estava um pouco receoso de ver no cinema. Então me perguntei: “Porque não pedir uma critica a pessoa que mais sabe de “Alice” que eu conheço?”. Parece que o filme não lhe agradou nem um pouco. Ainda não assisti, mas pretendo ver futuramente. Mas expectativas já não era altas, agora então…

    Só para constar… ficou EXCELENTE a crítica (e isso pq vc estava com medo de não entender tanto de cinema para fazer algo do tipo hein haha :D)

    Curtir

  2. Olá! Também sou fã de Alice em todas as formas, cores…. Vou assistir este filme mesmo que saiba que sua crítica foi até suave com ele. Parece que mal saiu e já é mais um fracasso de Johnny Depp.
    Gosto muito do seu Blog, a maneira que vc escreve, sempre acrescenta!!
    Um abraço!

    Curtir

  3. Uma vez em um debate sobre a política de incentivo a leitura,eu ouvi uma frase que anotei pra vida: “Não é pq uma história é classificada como infanto-juvenil que ela tem desculpa pra ser ruim ou mal escrita.” E a sua resenha sobre o filme complementa mt esse lema q eu adotei! Independente da faixa do público, qualidade no desenvolvimento da historia é fundamental! Mas vai estourar nos cinemas, apenas pela palavrinha mágica chamada: Tim Burton… uma pena!

    Curtir

  4. Beatriz concordo com o que disse que não podem colocar a desculpa de um filme/ livro ruim por ser infanto-juvenil, existe um público e que precisa de conteúdo de qualidade. Para mim foi uma decepção saber q o filme não é tão bom assim, estava louca para assisti-lo. Mas mesmo assim adorei suas críticas e opiniões. Assim q ver o filme volto aqui e te conto o que achei. 🙂

    Curtir

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s